Tuesday, March 26, 2019

Centenas de milhões de dólares não pagariam o que eu fiz...

Centenas de milhões de dólares não pagariam o que eu fiz, mas centenas de milhões de dólares não pagariam a minha vida...



Todo mês quando chega o holerite do Facebook/Google vem um mix de sentimentos, dou risadas, um desabafo... eu fico pensando em quanto tempo da minha vida (desde 2012 e segue contando até o dia que não precisarem mais de meu serviços) eu dediquei pra encontrar falhas, brechas, soluções,
problemas que nem o próprio sistema sabia que era/seria, entre uma série de outras coisas que por segurança não posso revelar mas que fizeram fundamental diferença nos últimos anos...



Em Julho de 2012 fundei a AnonymousBr4sil que alcançou (em junho de 2013) sem hack likes,
perfis reais que até hoje comentam atualidades:
+ 1 milhão de likes em 11 meses;
+ 500 mil likes em menos de uma semana;
+ 173 mil likes em menos de 24 horas (17/06/2013);
+ 120 mil inscritos no YouTube
e foi, segundo estudos, a maior autoridade dos protestos de Junho de 2013, n
uma época que tudo era novidade (nem mídias, nem políticos/partidos estavam/davam atenção as redes sociais).

Muitas vezes pensei que não conseguiria, outras que não havia o que encontrar mas algo sempre me dizia que muitos itens/erros estavam ali me esperando pra serem encontradas enquanto outras precisavam serem criadas...

Tudo é um sistema/teste e realizo um sonho de adolescente/de vida ao trabalhar com internet de um modo geral... foram tantas revistas compradas (H4ck3r, Geek...), lan com todos pc's alugados (meu padrasto fechava zona/cabaré com dinheiro da herança do meu pai, eu fechava lans pra ter todas máquinas ao meu completo dispor), cdrom explorados em meados de 2000... faz tempo... conhecimento é poder...

Meu primeiro encontro com a web me mostrou que queria ser um operador de computador pra sempre, pra mim é de vital importância toda humanidade estar conectada e ter sua voz pra ser ouvida...

Como diria o Daciolo nos debates, a democracia é linda, nunca que um banqueiro daria ideia pra ele...

Ex-viciado em crack ajudando as maiores empresas globais de internet...

Um dos objetivos era fazer da AnonymousBr4sil uma das maiores e melhores páginas do Face e consequentemente da internet, produzindo conteúdo, kibando, inspirado, enfim, eram/foram/são tantas formas...

Não obtive lucro com a pagina especificamente, mas ganhei como retorno uma experiencia que não está a venda em nenhum local.

Desbravando um território ainda desconhecido, criando toda infra estrutura de identificação e exploração...

Passei por guerras na internet, grupos hackers querendo me derrubar, tomar os espaços de que fazia parte e fingirem que sou eu pro público, passei por floods, mavs, bots, infiltrados, ataques coordenados, difamações, shadow banning da própria rede social, bloqueios de perfis/postagens/emails/contas e sempre buscando brechas no sistema pra continuar, apesar que tudo isso não passa de uma preparação pro que ainda virá...

Muitos eram as mesmas figurinhas carimbadas que por inveja, despeito, falta de criatividade, entre outros motivos, que atacavam o Rafa Natural da AnonymousBR que na época era o mais influente no país, além da maior página até então...

Ninguém tem a experiencia que eu tive, ninguém esteve tão no front quanto eu estive sendo atacado, sem recursos,
sem ligações politicos/partidárias (pra proteger os trabalhos...), estive decifrando o sistema conforme ocorriam os acontecimentos e criando estratégias.

Inspirar, hackear a mente, fazer as pessoas replicarem o que criamos de modo que nem saibam que foi nosso é tão legal quanto a própria arte de hackear...

Me sinto útil a sociedade alem de tudo...

Prefiro viver sabendo do que morrer enganado.

Pra quem não tem noção, entenda que uma brecha encontrada evita o gasto de milhões de dólares, fora o constrangimento/problemas em virtude disso com toda tipo de processos...

O 'jogo Facebook' foi o maior desafio que encontrei em toda minha vida, quando vi pela primeira vez notei que era algo pra eu zerar e fui em busca disso de várias formas... falando nisso estamos com uns projetos sobre games de um modo geral, muitas novidades em breve...

A maioria dos meus problemas foram criados por outras pessoas que tentaram me arrastar. Depois que fui pra longe de Uberlândia abri minha mente e pude perceber quem realmente corre comigo e quem corre contra mim...

Quem armou pra mim na época de viciado não imaginava que minha vida daria tanta volta. A gente está em campo por muitos anos arriscando a vida...

O tempo é o bem mais precioso que podemos ter e quando
descobrimos isso sabemos que a cada dia que passa
nos aproximamos do fim, portanto, tem que saber em
como este recurso será gasto/consumido pois ele vai passar/acabar...

Meu pai Felício Morais dos Santos foi uma das pessoas mais ricas de Uberlândia até ser executado com disparos de arma de fogo. Dono do maior e melhor ponto de ferro velho da região, o Depósito de Ferro Velho Triângulo que por mais de 40 anos trabalhando deixou muitas coisas e eu até hoje estou falando sozinho. Sou o caçula e aos 17 tive mãe sequestrada, fui tirado a força de tudo e desde então estou falando sozinho neste sentido além de passar por problemas que acredito nunca ter sido preciso... como espancamento policial em falsa prisão na calada, de quebrada, na delegacia... atendido pelo Robison Divino que resolveu e ajudou bastante naquele tempo... ficar 1 ano e meio internado esperando que alguém depois ajudasse num emprego pra recomeçar minha vida e isto aconteceu esfregando muito chão na Casa de Carnes Real/Supermercado Econômico onde paguei minha CNH e conheci tanta gente e tanta coisa importante depois disso...

Meu próprio irmão de sangue Bruno nascido da mesma mãe envolvido por fora em tudo além de arranjar sempre pessoas pra estarem ao seu lado e contra mim... paga de rei da herança, rei dos aluguéis mas um dia geral vai saber a origem, tudo em cima de matarem meu pai e fazerem contra mim as coisas que nunca aceitei, dilapidarem o patrimônio do meu pai... Só o que tinha de cobre, peças premiuns, ouro, tem valor altíssimo, sem contar os pontos comerciais, os terrenos... nossa, era tanta coisa, tanta maldade, nada quiseram deixar pra mim...

Eu era criança, achava que o velório na casa do meu pai era uma festa pois nunca havia visto tanta gente junta e carros na porta inclusive as emissoras de TV filmando como eles mesmos disseram, depois um dos mais importantes comerciantes da cidade foi morto e enterrado, minha mãe chorando escondido dizendo que nunca mais iria ver de novo meu pai, aquela caixa marrom que botaram ele não ia mais sair da Terra (ajudei jogar sem saber o que estava acontecendo... ) da forma que na caixa verde (camionete D20 do ano que foi assassinado) ele sempre voltava pra me buscar..

25 anos depois a imprensa/polícia/justiça podeira voltar e fazer matérias, o que houve da viúva, minha mãe e do caçula que sou eu... eu sei contar... já tem muita gente sabendo e por fora disseram que na hora que tudo estourar estarão do lado certo da história...

Senti fome, frio, sede, morei na rua, em acampamento de sem teto, catei lixo pra comer, catei lixo pra ver se tinha latinha pra tentar fazer algum dinheiro, enfim, são tantas lembranças do quanto o mundo gira e dá voltas...

Ate que tive chances de fazer o que realmente gosto...

Centenas de milhões de dólares não pagariam o que eu fiz, mas centenas de milhões de dólares não pagariam a minha vida.

Se me pagassem 20 Bi pra anular as coisas que aprendi, o que eu vi, as pessoas que conheci, eu não ia querer
minha experiência/atitude é um bem sem preço, de valor incalculável...

Afinal de contas a missão era minha se aceitasse... e um dos propósitos iniciais na web foi me recuperar do vício no Crack ainda em 2012, depois nem imaginava que os desafios seriam bem maiores ou maiores do que qualquer outro na minha vida...

Não teria chegado aqui sem ajuda da minha esposa Christiane Ferreira que reencontrei pela net em 2012 ... e se chegar onde quero será por total ajuda dela... se não conseguir não será falta de esforços pra atingirmos nossas metas. Muitos relatos traumas só foram conhecidos depois do forte apoio quando pra ela contei o que pessoas que foram próximas de mim nunca sonharam/souberam pois não podia falar enquanto na região...

A 4rte da Cyber Guerra envolve tantos aspectos que fica complicado listar em ordem... Continua... Segue a história..